AVALIAÇÃO DO ESTADO DE HIDRATAÇÃO

O consumo regular de líquidos em quantidades adequadas promove o balanço hídrico neutro. A necessidade de ingestão diária de água vai depender das perdas durante o exercício, das condições ambientais, tamanho corporal entre outros fatores. O balanço hídrico diário é a relação entre o ganho (consumo de líquidos e água metabólica) e perda de água (respiração, excreção fecal, renal e sudorese). Para obter o equilíbrio hídrico, atletas podem necessitar ingerir diariamente o dobro de água comparado a indivíduos sedentários.

Nosso corpo tem cerca de 60% de água podendo variar de 45 a 75%. Indivíduos com maior percentual de massa livre de gordura apresentarão maior percentual de água corporal. Isso ocorre devido ao fato de a massa livre de gordura ter em média 70 a 80% de água enquanto a massa adiposa apresentar apenas cerca de 10% de água (1).

A avaliação do estado de hidratação pode ser realizada por vários métodos. A osmolalidade plasmática é o principal método de avaliação do estado de hidratação em situações laboratoriais (2). Esse método detecta alterações agudas e crônicas, porém é mais invasivo e menos prático para uso diário. O indivíduo que apresenta osmolalidade plasmática  <290 mOsmol é considerado euidratado (3). A gravidade específica da urina é um método pouco invasivo, muito prático e adequado para avaliação de alterações crônicas do estado de hidratação, mas demanda o uso de equipamento (refratômetro) para realizar a análise. A análise da coloração da urina é um método subjetivo, pouco invasivo e muito prático. Nesse método a cor da urina deve ser comparada a uma escala. A escala proposta por Amstrong et al. (4) apresenta boa correlação com a osmolalidade urinária e plasmática e densidade urinária. A variação do peso corporal é outro método simples e eficaz de avaliar o estado de hidratação. Atletas consumindo dieta normocalórica devem apresentar variação de peso corpora inferior a 1% sendo o peso medido pela manhã após primeira urina. Nessas condições o atleta será considerado euidratado (2,3).

Tabela: Índices de estado de hidratação


Fonte: Casa et al. (5)

ESCALA DE CORES DA URINA PROPOSTO POR ARMSTRONG EM 1994

 
REFERÊNCIAS

1) INSTITUTE OF MEDICINE (US). PANEL ON DIETARY REFERENCE INTAKES FOR ELECTROLYTES; WATER.DRI, dietary reference intakes for water, potassium, sodium, chloride, and sulfate. National Academy Press, 2005.

2) MACHADO-MOREIRA, Christiano Antônio et al. Hidratação durante o exercício: a sede é suficiente.Rev Bras Med Esporte, v. 12, n. 6, p. 405-9, 2006.

3) SAWKA, Michael N. et al. American College of Sports Medicine position stand. Exercise and fluid replacement.Medicine and science in sports and exercise, v. 39, n. 2, p. 377-390, 2007.

4) CASA, D.J. et al. National Athletic Trainers’ Association Position Statement: Fluid Replacement for Athletes. Journal of Athletic Training, v.35, n.2, p.212-224, 2000.

5) ARMSTRONG, Lawrence E. et al. Urinary indices of hydration status.International journal of sport nutrition, v. 4, n. 3, p. 265-279, 1994.

Por Wilson César Abreu

2 Comentários

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*